quinta-feira, 15 de março de 2012

um livro é um livro, não é um elefante

Querem agradecer ao Arrumadinho?
Mas agradecer o quê, perguntam vocês indignados?
Pergunta estúpida, claro está. Resposta óbvia: por vos proporcionar espetaculares momentos de leitura diariamente, ora.
Mas como lançar um livro não é novidade naquele T5 das avenidas novas, aqui fica a verdadeira emoção: tem conteúdos exclusivos que não estão ao alcance num blog perto de nós.
(Pausa para aplausos e vénias ao autor, que, altruísta, não conseguindo ajudar as pessoas através de workshops, agora deixa o legado por escrito.)

Já agora, uma ideia: Que tal lançar um livro de viagens, tipo guia mas personalizado? Fotos para ilustrar já existem, eu aqui me comprometo a fazer uma selecção.
Assim, quem fosse a Sintra (por sugestão do autor) podia ir comer um travesseiro porque o Arrumadinho deixou a dica. Hmmm? E depois passavam a ser os travesseiros do Arrumadinho em vez da Piriquita. E também tinha um capítulo com planos de treino e outro "como se vestir no hotel, na pensão, na rua ou dentro de água". (ai que turbilhão de ideias na minha mente)




Pessoalmente acho pouco os 13,90€ que custam toda a sabedoria que advém daquelas páginas. É que é mesmo muita. E vem dividida em capítulos para todos os desesperados poderem ultrapassar a sua fase de desespero depressa, sem terem que ler coisas restritas para outro leque de desesperados.

A felicidade está, como podemos ver, em saldo.

Sem comentários:

Publicar um comentário